Burnout, como Reconhecer e Prevenir!

Cuide de sua saúde mental

Conheça algumas técnicas que você pode implementar em sua rotina de trabalho.

Burnout é um estado de exaustão física, emocional ou mental combinado com dúvidas sobre a competência e o valor do trabalho. Esta síndrome segue afetando a força de trabalho global e vem aumentando à medida que a pandemia avança para seu terceiro ano.  Agora, a boa notícia: você, na posição de gestor, pode ajudar a sua equipe a combater o Burnout.

Conheça algumas técnicas para reconhecer o Burnout em seus funcionários, identificar o fator causador e ações que você pode colocar em prática para resolver isso com a sua equipe e ainda cuidar de você.  

Burnout é a síndrome do estresse crônico

1.Identificando e Prevenindo

Nem sempre é fácil reconhecer sinais de esgotamento nos outros, mas você precisa estar sempre atento aos sinais junto a sua equipe.  Aquele colaborador que de um momento para o outro mudou seu comportamento, reduziu seu desempenho, passou a faltar ao trabalho ou ter idas corriqueiras ao setor de saúde. Fique atento, algo pode estar acontecendo.

De acordo com a Organização Mundial da Saúde, os sinais de Burnout no trabalho incluem:

  • Sentimentos de esgotamento ou exaustão de energia
  • Aumento do desinteresse pelo trabalho
  • Sentimentos negativos ou cínicos sobre o trabalho
  • Produtividade reduzida

Que tal traçar um mapa de sua equipe? Observe se algum funcionário de sua equipe apresenta algum destes sinais.

2.Identificando as Causas

Se a razão por trás do esgotamento causado pelo Burnout fosse somente o excesso de trabalho seria mais simples., mas vai muito além disso. Em um trabalho desenvolvido por Christina Maslach, criadora do Maslach Burnout, foram identificadas seis causas comuns de Burnout no trabalho:

Christina Maslach,
  • Pouco controle ou falta de autonomia
  • Sobrecarga de trabalho
  • Incompatibilidade de valores
  • Tratamento injusto
  • Falta de espírito de equipe / grupo
  • Recompensas insuficientes
  • A maioria destes fatores não está relacionado com o excesso de trabalho. Eles estão mais direcionados à questões culturais, de relacionamento, de estilo de gestão e até porque não dizer, com o perfil do profissional. São questões emocionais que afetam o desempenho do profissional.
  • Em algum momento de sua carreira você já se sentiu assim?

Agora que você conhece as principais causas do Burnout pode começar a olhar para a sua equipe de outra maneira e, em conversar individuais, começar a sondar acerca destas questões. Fique próximo, faça um check in com sua equipe.

Faça check in constantemente

3. Superando o Burnout

O primeiro passo para lidar com o Burnout junto a sua equipe é você, no papel de gestor, começar a se questionar se você pode estar incentivando ou reproduzindo um dos fatores que citamos acima. Será que você pode estar contribuindo para este esgotamento? Será que o clima organizacional está sendo tóxio? O processo de trabalho está coerente?

A partir do momento que você tem consciência da importância de seu papel como suporte ao Burnout, você pode fazer toda a diferença.

Faça um check-in regularmente com seus subordinados diretos acerca de seus sentimentos em relação ao trabalho. Faça perguntas, ouça e incentive seus comentários.

Assuma uma posição de defender a sua equipe, mostre aos seus subordinados diretos que você está junto com eles, apoiando e comprometido. Tente atuar com equipes multifuncionais, seja mais flexível (com prazos, projetos, horas de trabalho..), decida em grupo… claro, quando isso for possível.

Aproveite os pontos fortes de sua equipe para facilitar e eliminar obstáculos para todos. Isso pode tomar forma ao delegar uma tarefa a um funcionário que se destaca em uma habilidade específica ou adiar um prazo para aliviar uma carga de trabalho muito pesada.

Incentive o uso de recursos e suporte que a empresa oferece. Relembre regularmente seus funcionários sobre os benefícios e ferramentas oferecidos pela empresa, por exemplo, incentive-os a agendar um dia de férias ou usar outro tipo de benefício que a empresa proporciona.

Converse com sua equipe de RH sobre programas de bem-estar para compartilhar com seu time. Conheça quais recursos estão disponíveis em sua empresa que os funcionários podem usar para combater o esgotamento. Tenho efetuado encontros online com equipes de empresas trabalhando exercícios de mindfulness associados ao Burnout. Os resultados tem sido excelentes.

Fique próximo de sua equipe

4. Cuide de Você

Como diz o ditado: “Coloque sua própria máscara de oxigênio antes de ajudar os outros”. Esta frase expressa um princípio que os gerentes e líderes empresariais devem levar muito a sério quando falamos de Burnout no local de trabalho. Embora possa parecer mais fácil se concentrar em sua equipe do que em si mesmo, tenha em mente como os sintomas de Burnout podem passar de você para os seus funcionários.

Por exemplo, quando você menciona se sentir sobrecarregado com o trabalho, que está sob pressão da direção, que trabalha com prazos muito apertados, pode criar um cultura em que os funcionários sentem que não podem dizer “não”. Em vez disso, dê o exemplo com ações que combatem o esgotamento. Tire férias, respeite os limites entre a vida profissional e pessoal, e seja franco quando adiar um projeto ou prazo para o seu bem-estar.

Questione-se.

ACESSE AQUI E FAÇA O TESTE PARA SABER SE VOCÊ SOFRE DE BURNOUT https://landing.mailerlite.com/webforms/landing/i0p2s5

Quando você e a empresa priorizam abertamente o bem-estar dos seus funcionários os benefícios são para todos.

Pesquisa recente da OMS evidenciou que priorizar a saúde mental do trabalhador resulta em maior produtividade e maior engajamento funcional. Com longa atuação na área executiva esta afirmação me parece muito lógica. Acesse o menu na home page e conheça os Workshops desenvolvidos com objetivo de engajar a equipe funcional influenciando o sucesso dos negócios a longo prazo.

Quer aprofundar ainda mais o seu autoconhecimento? Então acesse o Competence Assessment e faça o seu Teste de Personalidade https://suanovahistoria.com/teste-de-personalidade-com-juliana-zen/

Sua Nova História - por Juliana Zen

Fruto de um longo trabalho no mundo corporativo, Sua Nova História é um estímulo ao profissional para ir em busca do autoconhecimento como ferramenta de crescimento.

Entre em Contato

Rua Santos Dumont, 1285, sl 1201 – Exposição – Caxias do Sul – RS – 95084-390

Me encontre nas redes sociais

Todos os direitos reservados – Juliana Zen CRP 07/05213 – Política de Privacidade